h1

Biscoito Maizena

25/06/2011

Senti um misto de raiva e tristeza quando fui ao supermercado na semana passada. Digo isto, pois quando fui comprar o clássico Biscoito Maizena, que me saciou desde minha mais tenra infância, me deparei com sua nova embalagem.

Para quem não sabe, a antiga embalagem do tão gostoso biscoitinho que nos delicia nos pavês, deixa crocante a maravilhosa palha italiana e nos salva quando não tem mais nada pra comer em casa é considerada um clássico do movimento concretista. Ela foi concebida numa época em que as embalagens de produtos eram obras de arte e não pura e simples propaganda.

Fiquei de frente para a prateleira do mercado, fiquei de frente para o Biscoito Maizena e não consegui encontrá-lo. Senti o mesmo que um índio que estava na praia enquanto se aproximavam as caravelas portuguesas, não pude ver algo que não sabia que existia. Quando, depois de alguns instantes, consegui identificar o meu querido biscoitinho, fiquei muito nervosa, me senti muito insultada. Quem disse que eu – consumidora – queria embalagem nova? Estou preparando um email para a Piraquê pedindo o retorno da antiga embalagem por que a embalagem do Biscoito Maizena é a única obra de arte que nós, pobres, podemos ter em casa.

Abaixo você pode ver a foto da nova embalagem – que nem no Google encontrei –, para não passar pelo mesmo que passei quando for fazer suas compras. Ah, a foto é da embalagem do biscoito light, mas a do comum é igual, só que vermelha.

Anúncios

8 comentários

  1. Como disse nosso amigo Lázaro. “Se mexerem no da vaquinha vai dar merda!” E eu quero lembrar tb do nosso amado goiabinha. Vida longa aos concretistas!


  2. desculpa, pouca diferença.
    ressalva é o nome em maior evidência, nada que impeça identificação – em minha opinão, claro.


  3. Felipe, a diferença entre um quadro do Andy Warhol e uma propaganda também é muito pouca. Entretanto, um é arte e outro não. É no detalhe, muitas vezes, que a arte se revela.


  4. Olá, você não tem uns lençóis de elástico para dobrar não? Umas louças sujas na pia pra lavar? Sem querer ofender. Você guardava as embalagens? O gosto do produto mudou? Desculpa, mas estou realmente assustada com tanta raiva pela troca de uma embalagem.


    • Oi, Margarida, tudo bom?
      Se preocupa não, meus lençóis estão dobradinhos e minhas louças limpas e secas. Não entendi porque você se revoltou tanto… Que bom que você não se importa com a mudança da embalagem, sorte a sua. Seja feliz!


  5. Opá, estou bem. Me desculpe pela forma de falar, é só o meu jeitinho. Não estou revoltada, só achei estranha a tua revolta com a embalagem da bolacha. Tens uma ótima escrita. Abçs


  6. “Emanoelle incitando revoltas desde…” uahiuahiuaha

    Eu acho que tem produtos assim tão tradicionais que não merecem um redesign de embalagem ou ao menos o redesign tem que ser bem sutil. E esse foi uma mudança bem brusca, né? Eu achei (e a tentativa de permanecer inspirado no movimento concretista na repetição dos biscoitos foi meio #fail, hahahaha). Concordo com o Vinícius e o Lázaro sobre o da vaquinha e o goiabinha, são meus preferidos EVER e se trocar vai dar merda!

    Ah, desconfio que a Margarida foi a responsável pelo redesign, hein. Só isso explica tanta raiva no ventrículo esquerdo, haha. O.O


    • Tu não sabe, a embalagem da Vaquinha também mudou!!! Vamos fazer um protesto em frente a fábrica da Piraquê ali em Madureira?!?! haha



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: